Thursday, July 12, 2007

Fantasia borbulhante, nível infanto – ainda não diz. Quisera quimera realizasse, que mera veleidade – ingenuidade. Tocaste o cerne do arrepio, do sensível inaudito, indizível. Mobiliza forças do Mistério, sente-se levado por algo etéreo, caminha cego ao obscuro, imperceptível empuxo...

3 comments:

Arne Balbinotti said...

Legal os textos.
Mas acho que falta mais sobre seu próprio conteúdo...
Abraços.

Chapolim said...

Nossa... seu blog toca fundo...
Surpreendenre

artness said...

valeu pela opinião, mas este conteúdo é de uma parte de mim, certamente. como lampejos de alguns de meus pensamentos.

fico contente com a visita, volte sempre!
bjs