Monday, March 10, 2008

Intimus


Se for feia ou bonita
Não há motivo pra se incomodar
Pois ante o mistério da vida
Todos hão de se espantar

Alegre ou triste
Zoeira ou papo sério
Pra quem assiste
Vale é o critério

Saber e ignorar
Sofrer e chorar
São inatos e inerentes
A mim e a tu que sentes

(Tania Montandon)

8 comments:

Renato Barbosa said...

Lindo poema ..

Não tenho muito a dizer sobre ele ..

mas como sempre digo:

A arte e a poesia são muitas vezes incompreensiveis, mas são sempre sustentadas pela suas belezas ..

Gostei muito do blog . .
Vou ler mais depois volto para comentar ..


http://renatobarbosa.blogspot.com/

Neto Morais said...

Muito bom seu blog. Quer fazer parceria?

Neto Morais said...

Ja coloquei seu banner.

gabi said...

Ah sem palavras Lindo!
parabéns pelo blog viu!
beijo :*

Cristiano said...

texto simples mas encatador...
daquele q vc quer ir até o final
:-)

Solitário said...

lindo!!
Acho que nem é preciso comentar, o texto fala por si só.

Fabio said...

otmio poema

Anonymous said...

"Sentir" é o carro-chefe de quem escreve. E como existe "sentimentos" em seus poemas!!! Parece que eles transbordam de seu coração direto para o papel...Gostei! Bjs Mom